Nova identidade Museu Amadeo Souza Cardoso

Exposição “António Cardoso, Diretor… ‘desde que nasci…’” em Amarante

Na próxima segunda-feira, 25 de abril, inaugura, às 16h00, a exposição “António Cardoso, Diretor… ‘desde que nasci…’” no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso. Composta por obras do Professor António Cardoso doadas ao MMASC, esta mostra – que é também uma homenagem – apresenta pintura, desenho e documentos, oficiais e pessoais, que ajudarão na compreensão da mesma.

“Esta exposição é parte do justo reconhecimento ao Professor António Cardoso, que acompanhou o processo de criação do Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso nas suas primeiras décadas e que o dirigiu, muito distintamente, até ao final dos seus dias”, realça José Luís Gaspar, presidente da Câmara de Amarante. Reconhecimento partilhado por Laura Castro, Diretora Regional de Cultura do Norte e próxima de António Cardoso, no texto de apresentação da exposição: “António Cardoso é parte da história deste museu. Sabia do seu papel em Amarante, conhecia de cor as suas obras, a evolução do seu espaço e do seu programa.”

Recorde-se que António Cardoso faleceu em junho de 2021, aos 89 anos. Amarantino de Excelência, deixou um legado que se projeta muito além das fronteiras do concelho. Tirou o curso do Magistério Primário em 1941, estudou pintura na Academia Alvarez e frequentou a Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Apresentou programas de televisão escolar e foi realizador da Televisão Educativa e da Telescola antes de 1974. Integrou a Comissão do Ministério da Educação para a renovação do Sistema de Avaliação de Alunos do Ensino Básico e Secundário.

Licenciou-se em História, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, em 1974, onde se viria a doutorar em História da Arte com uma tese sobre o Arq. José Marques da Silva. A partir de 1981 lecionou naquela Faculdade que representou na Comissão do Património da Câmara Municipal do Porto, entre 1996 e 2001.

Desde os anos 90 até ao seu desaparecimento, foi diretor do MMASC e foi da sua responsabilidade a edição do primeiro catálogo da coleção do museu, publicado em 1997. António Cardoso foi também pintor. Realizou diversas exposições individuais e participou em inúmeras exposições coletivas. Recebeu o Prémio dos Críticos de Arte para a Representação Portuguesa na I Bienal de Paris, de 1959.

Professor, Museólogo, conferencista e crítico de arte, António Cardoso foi membro da Associação Portuguesa de Museologia, da Associação Regional do Património Cultural e Natural e da secção portuguesa da Associação Internacional dos Críticos de Arte.

“António Cardoso, Diretor… ‘desde que nasci…’” estará patente no MMASC até 31 de janeiro de 2023 e pode ser visitada de terça-feira a domingo, entre as 9h30 e as 12h30, e das 14h00 às 17h30.

CM AMARANTE