fbpx
Stay To Talk
FOTO: Stay to Talk

Stay To Talk – Instituto de Imersão Cultural comemorou 3º. aniversário

O Stay To Talk – Instituto de Imersão Cultural de Amarante celebrou, no passado dia 6 de julho, o seu terceiro aniversário, num evento que divulgou várias novidades.

Celebrado na Casa da Juventude de Amarante, em formato live streaming, o terceiro aniversário do Stay To Talk foi assinalado com o lançamento do site oficial da instituição e a partilha do resultado do projeto comunitário intitulado “Redescobrir a Esperança”.

Esta empresa de impacto social que atua em áreas como o turismo, educação e turismo aproveitou a ocasião do seu aniversário para apresentar as novidades que estão, a partir de então, disponíveis no seu site ofical, nomeadamente a demonstração da Carta de Experiências Turísticas Natura 2021, que está disponível para este verão e “que convida o visitante a viver e experienciar a nossa cultura, a nossa gastronomia e a nossa natureza, com a comunidade”, explica a instituição.

Outra das novidades apresentadas na cerimónia de aniversário foi a divulgação de um programa de TV online, intitulado “Lugares Peculiares” em parceria com a Novum Cana. Desta forma, o programa convida o visitante a explorar os lugares da Rota dos Artistas, um itinerário turístico-pedagógico, que geograficamente se estende desde o Litoral norte português até à Região Demarcada do Douro.

Passou ainda a estar disponível um outro programa, desta vez em formado de podcast, denominado “3 E’s Sustentáveis”.

A Stay To Talk reforça que os “3E’s Sustentáveis” pretende dar destaque ao que algumas empresas poderão fazer para se tornarem mais sustentáveis, seguindo os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda Sustentável 2030.

O programa de comemoração do 3º. Aniversário terminou com a apresentação da iniciativa social e comunitária “Redescobrir a Esperança”, que “reage ao contexto pandémico em que vivemos, anunciando novos tempos e erguendo a voz num hino que anuncia uma nova esperança, com o apoio da Direção Regional de Cultural do Norte (DRCN)”.