fbpx
Intervenção da AE Vila Meã

Intervenção da AE Vila Meã reconhecida pelo Município e Freguesias

O vereador da Câmara Municipal de Amarante, André Magalhães, com os pelouros do Empreendedorismo, Inovação e Promoção do Desenvolvimento Económico, realçou a intervenção da AE Vila Meã na região ao longo destes 20 anos de existência.

“Sabemos que o movimento associativo, em qualquer lugar, exige muito das pessoas que estão envolvidas e a primeira palavra é de gratidão, reconhecimento, porque o estar aqui hoje, como em outros momentos, acaba por ser uma tentativa de reconhecer esse trabalho e de estimular, desafiar para que ele se possa continuar a desenvolver com toda a capacidade e a dinâmica com que se tem feito”, referiu André Magalhães, felicitando a associação pelo que tem sido conquistado.

“É meu entendimento que qualquer território que almeje o desenvolvimento sustentável, ele só pode acontecer se for partilhado com todas as forças vivas do território. O desenvolvimento do concelho de Amarante, das freguesias da região de Vila Meã, é da responsabilidade de uma comunidade que tem que estar viva, tem que ter força, ser dinâmica e isso vai depender do contributo que tem que nos envolver a todos”, acrescentou.

Para o presidente da Junta de Vila Meã, Lino Macedo, “a dimensão de uma terra mede-se também pela quantidade e qualidade de associações e a Associação Empresarial faz parte da grandeza da nossa terra que é Vila Meã”.

“São eles que representam, promovem os comerciantes locais, as ações em prol do desenvolvimento da economia local têm beneficiado efetivamente as pessoas que aqui habitam”, realça, atestando o “reconhecimento que uma grande parte dos comerciantes tem pela Associação, porque trás alguma dinâmica, visão mais abrangente”.

Para o presidente da Junta de Travanca, Fernando Cunha, a “Associação Empresarial tem sido muito importante pelo que foi conseguindo fazer, com formações, com o apoio aos empresários, proporcionando união e tem sido benéfico para Vila Meã”.

Por sua vez, o presidente da Junta de Vila Caiz, António Jorge Ricardo, entende que “muitas pessoas das freguesias vizinhas beneficiaram da ação da AE Vila Meã”.

“Se valeu a pena a criação, continua a valer a continuidade da associação por esse bem maior que para esta região estão a conseguir, contribuindo para que haja fixação de pessoas, emprego, qualidade de vida”, enalteceu, reconhecendo que “este é um investimento que deve ser contínuo na qualificação da mão de obra, que permite melhor competitividade e naturalmente contribui para um desenvolvimento sustentado do território”.