VI Amarante de Igual para Igual
CM AMARANTE

VI edição da Amarante de Igual para Igual promovida pelo Município

Está na rua a VI edição da “Amarante de Igual para Igual”, promovida pelo Município de Amarante desde 2015, com o objetivo de desenvolver na comunidade uma cultura de Igualdade e Não Discriminação, em razão do sexo, da identidade e do género, da origem racial e étnica, da idade, da deficiência, bem como a eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres e violência doméstica, tendo também por base a prevenção da doença e a promoção da saúde, especialmente relevante neste ano marcado pelo novo coronavírus.

Sob o tema “A distância que nos une”, VI edição da “Amarante de Igual para Igual” decorre até 3 de dezembro com várias iniciativas. Certa de que “estas ações contribuirão para uma sociedade mais consciente, igualitária, livre de preconceitos e estereótipos”, Lucinda Fonseca, vereadora com o pelouro da Ação Social, apresenta o programa para 2020 que assinala hoje, 26 de outubro, o Dia Amarantino do Ostomizado com o lançamento de uma campanha de sensibilização intitulada “O Saco Não é Vergonha – O Saco é Vida”. Formalizado em 2016, no âmbito da campanha “Amarante de Igual para Igual”, em parceria com a Associação Nacional de Ostomizados, o Dia Amarantino do Ostomizado pretende servir de modelo a outros municípios e instituições em Portugal.

A 29 de outubro é inaugurada a exposição “Igualdade está na rua”, na Alameda Teixeira de Pascoaes. Pensada e criada durante a edição “Amarante de Igual para Igual” de 2019, a mostra reflete o envolvimento das instituições do concelho em prol dos princípios da Igualdade e Não Discriminação. Dada a sua pertinência e o impacto positivo alcançado na comunidade, mas também em virtude da atual situação do país com sérias implicações nas vivências e no trabalho das instituições, optou-se pela reutilização destes trabalhos que, através da arte, da criatividade e do envolvimento da comunidade, alertam para as diferentes realidades sociais. “Com estes cenários criativos pretende-se incutir na comunidade condutas de vida positiva, em detrimento de comportamentos discriminatórios”, frisa Lucinda Fonseca.

Novembro é o mês de prevenção e combate da violência doméstica, com destaque para o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as mulheres que se assinala dia 25. Para sensibilizar a comunidade sobre a temática, durante o mês de novembro, na correspondência do Município irá a mensagem “Violência doméstica é crime, denuncie!” e será feita uma divulgação massiva através de suportes publicitários como outdoors.

A 20 de novembro assinalam-se os 31 anos da Convenção sobre os Direitos da Criança, momento certo para desafiar a comunidade pré-escolar a revelar-nos “Os Direitos vistos pelas crianças”.

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a 3 de dezembro, é mais uma data que o Município faz questão de assinalar, através de campanhas nas redes sociais. “Viver de igual para igual” este ano centra-se na exposição fotográfica “Amarante IN Memoriam”, iniciativa da Cercimarante que tem como objetivo distinguir e recordar as figuras mais marcantes, típicas e célebres do Município de Amarante, interpretadas pelos clientes da Cercimarante e com registo fotográfico da mesma.

Recorde-se que as boas práticas praticadas pelo Município de Amarante, na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não Discriminação, quer na sua organização ou funcionamento, quer nas atividades por si desenvolvidas, voltaram a ser distinguidas com a Menção Honrosa do Prémio “Viver em Igualdade”, uma iniciativa promovida pela Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género.

CM AMARANTE