1   +   5   =  

Encontram-se a decorrer as candidaturas ao sistema de incentivo “Inovação Produtiva Covid-19” do Portugal 2020, um programa de apoio que tem como principal objetivo apoiar as empresas que pretendam estabelecer, reforçar ou reverter as suas capacidades de produção de bens e serviços destinados a combater a pandemia do Covid-19, para suprir as necessidades da sociedade atual, redirecionando, ainda que temporariamente, a sua atividade para essa produção ou alavancando a sua capacidade produtiva existente em bens e serviços relevantes do Covid-19.

No âmbito deste programa o investimento mínimo é de 25 mil euros e as despesas consideradas elegíveis são: custos de aquisição de máquinas e equipamentos, bem como custos de adaptação destes e reorganização de linhas de produção; equipamentos informáticos, incluindo software; aquisição de patentes; construção de edifícios, obras de remodelação e outras construções; software standard ou desenvolvido especificamente; estudos, diagnósticos, auditorias, consultoria técnico-científica; despesas com contabilistas certificados ou ROC; e, testes e ensaios laboratoriais e matérias-primas necessárias.

O Inovação Produtiva Covid-19 assume a forma de incentivo não reembolsável (“fundo perdido”) e é calculado com base na aplicação de uma taxa de incentivo de 80% (que pode até ser de 95% se o projeto for concluído no prazo de 2 meses a contar da data da decisão de aprovação).

O prazo para a submissão de candidaturas termina no dia 29 de maio de 2020. Todas as informações sobre este programa de apoio em: www.portugal2020.pt.