Obesidade, 11 ventiladores, CHTS disponibiliza aplicação, Pneumologia e Nefrologiado

CHTS disponibiliza aplicação para proteger saúde mental dos profissionais

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) disponibiliza, desde o início de abril, aos seus profissionais a MyndPal, uma aplicação móvel de apoio que integra o plano de intervenção de saúde mental em tempos de pandemia COVID-19.

A aplicação móvel foi desenvolvida pelo Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental (DPSM) do CHTS, em colaboração com várias startups, e utiliza escalas de avaliação do burnout, ansiedade e depressão, de preenchimento rápido, com o objetivo de rastrear situações de disfunção emocional e proteger a saúde mental dos profissionais da instituição.

Uma vez por semana, são avaliados, através de questionários anónimos e de resposta voluntária, sintomas associados à depressão, ansiedade e burnout. Os utilizadores que apresentem sintomas relevantes são convidados a permitir o contacto pelo DPSM para agendamento de uma consulta.

A MyndPal, além deste apoio mais individualizado e pessoal, apresenta ainda dicas e informações úteis para promover a saúde mental e evitar o contágio.

Para dar resposta à pandemia, os Serviços de Saúde em Portugal reorganizaram-se e prepararam planos de contingência que incluem uma resposta de apoio à Saúde Mental da população assistida e, em particular, aos profissionais de saúde da própria instituição.

Os profissionais de saúde das instituições que recebem doentes com risco de infeção, encontram-se num grupo de muito elevado risco devido, predominantemente, a dois fatores: o risco de contágio e o stress psicossocial provocado pelo receio de contágio do próprio e da família, pelo isolamento social e familiar e pelo risco de burnout.

Neste sentido, o DPSM incluiu no seu plano de contingência a criação de equipas multidisciplinares para assegurar o apoio psiquiátrico/psicológico aos profissionais de saúde da instituição. Nesta equipa, coordenada pelo DPSM, incluem-se Psiquiatras, Psicólogos e Assistentes Sociais.

Integrada neste plano está a disponibilização desta plataforma digital móvel aos profissionais de saúde do CHTS para facilitar a sinalização dos casos de risco e a comunicação destes com a equipa multidisciplinar criada para prestar apoio na área da saúde mental.

Em paralelo, está também a ser realizado o estudo “Viver com a Pandemia COVID-19: O Impacto na Saúde Mental no CHTS”, com três enfermeiros a liderar este estudo, dirigido a todos os profissionais, que pretende monitorizar e definir intervenções, de acordo com os problemas detetados ao nível da ansiedade, depressão, burnout e coping.