Chama-se MADE, é bilingue, posiciona-se na área económica, tem como público-alvo potenciais investidores, nacionais e estrangeiros, e é um projeto editorial do Município de Amarante, inserido na estratégia de atração de investimento. O número 1, com 118 páginas, foi apresentado, recentemente, tem como referência o espírito empreendedor de Amadeo de Souza-Cardoso, a excelência e universalidade do seu trabalho e a identidade de Amarante refletida na sua obra.

Editada pela InvestAmarante a MADE pretende mostrar casos de sucesso empresarial e de empreendedorismo, apresentar os protagonistas da economia de Amarante e divulgar incentivos a projetos empresariais no concelho.
A Dinâmica do Turismo em Amarante é o tema central da primeira edição, que remete os leitores para o Plano Estratégico de Marketing que posiciona o Município como “um destino a não perder no Norte de Portugal” e no âmbito do qual têm sido desenvolvidas múltiplas ações de promoção externa de Amarante.

Esta edição reflete o fluxo do turismo no Município, mostrando o surgimento de operadores locais; o crescimento de projetos como o Parque Aquático, adquirido pelo grupo Looping; do Hotel Monverde que aumentou a capacidade de alojamento; e um dos protagonistas da gastronomia amarantina e da cozinha de autor, Tiago Bonito, que defende a Estrela Michelin do Largo do Paço, entre outros. Há também lugar para o lifestyle, com Maria João Vieira Pinto, Diretora de Redação da revista Marketeer que conduz o leitor numa visita à cidade da sua infância.

Na área do empreendedorismo e inovação, escreve-se, na MADE, sobre “empresas com ADN empreendedor”, como são os casos da Destilaria Nova, da Oliófora e Connect Kayaks, três projetos emergentes; da reconhecida Metalúrgica do Fojo, com uma taxa de exportação superior a 80 por cento.
A MADE inclui, ainda, um texto de Carlos Coelho, Presidente da Ivity Brand Corp., empresa que concebeu a nova marca Amarante, cujo conteúdo remete para a importância das marcas territoriais e para os atributos e valores que lhes estão associados.

Recorde-se que a MADE surge no âmbito do PME.A – Programa de Medidas Económicas de Amarante apresentado em novembro de 2018.

CM AMARANTE