A 24 de janeiro foi realizado o primeiro Plenário de 2020 do Conselho Local de Ação Social de Amarante (CLAS) da Rede Social. Presidido por Lucinda Fonseca, Presidente do CLAS, contou com a participação das entidades parceiras que constituem este órgão deliberativo.

Entre outros pontos da ordem de trabalhos, a Presidente do CLAS reportou aos presentes os resultados quantitativos e qualitativos provenientes das atividades da Rede Social no ano de 2019. Salientou o dinamismo e pró-atividade de toda a rede, nomeadamente o empenho dos grupos operativos: I Educação, II Comunidades e Território e III Empregabilidade.

Nesse sentido, foram apresentados seis dos projetos executados no ano passado, entendidos como boas práticas, com o intuito de vincar a importância do trabalho em rede e de serem replicados por outras entidades que os reconheçam como mais-valia.

Assim, foi apresentado, pelo Externato de Vila Meã, o Projeto “Eu e os Outros”, promovido pela Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências da ARS–DICAD, e que responde às problemáticas da toxicodependências e comportamentos aditivos ao nível da prevenção. Este projeto pressupõe a capacitação dos docentes para a aplicação da metodologia do projeto em contexto escolar e está a ser implementado no Externato de Vila Meã, na Escola Secundária de Amarante e no Colégio de S. Gonçalo.

O Projeto “Empreender e Inovar na Escola” tem como objetivo desenvolver estratégias e ações que fomentem competências na área do empreendedorismo e inovação social e é direcionado a crianças que frequentem o 1.º ciclo. Os resultados foram apresentados no Plenário pelo representante do Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso que deu nota que até ao momento já foram envolvidos 522 alunos. Apostando precocemente na área do empreendedorismo e inovação social, este projeto está a ser desenvolvido no Colégio de S. Gonçalo e no Agrupamento Escolas Amadeo de Souza- Cardoso.

O Projeto “A Brincar e a Sorrir o Bullying Vamos Prevenir” foi acolhido pelo Agrupamento de Escolas Amadeo de Souza-Cardoso e pelo Colégio de S. Gonçalo com o objetivo de sensibilizar a comunidade escolar para a temática do bullying e acima de tudo fornecer estratégias para uma adequada atuação perante esta problemática. Segundo o representante do Colégio de S. Gonçalo este projeto em 2019 abrangeu 7 escolas, 25 turmas e 522 alunos do 1º. Ciclo.

No que ao Eixo da Empregabilidade diz respeito, o Representante do IEFP, apresentou o resultado de duas ações desenvolvidas, “FIA – Fórum de Informação e Aconselhamento” e o “Meeting Point Empresarial”. No que respeita ao primeiro, em parceria com a ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho, foram abordados os direitos e deveres do trabalhador, condições de trabalho, IRCT – Instrumento de Regulação do Contrato Coletivo de Trabalho e Trabalho no Estrangeiro, para as cerca de 300 pessoas em situação de desemprego.

Quanto ao segundo, direcionado para empresas com o objetivo de promover eventos temáticos vocacionados para as especificidades das fileiras produtivas, foram também abordados temas relacionados como a conciliação entre a vida profissional e familiar, a igualdade de género, as medidas de apoio à contratação, a formação profissional de ativos empregados, medidas de apoio a pessoas com deficiência.

Por fim, no que se refere à Comunidade &Território, a Cercimarante em representação das 11 instituições concelhias que integram o Projeto “Cuidar de Quem Cuida”, apresentou os resultados desta medida social que tem como objetivo promover respostas de apoio especializado aos cuidadores informais. No momento está a decorrer o primeiro programa psicoeducativo para um total de 15 cuidadores informais.

Por último o Centro Social Vale Santa Natália apresentou os resultados do Projeto “Sénior Ativo”. Esta medida Municipal promove o envelhecimento ativo através do desporto. Abrange seniores de 11 instituições do concelho que abrem portas à comunidade sénior num total de 296 participantes.

Para 2020 as prioridades de ação são definidas pelas entidades parceiras e membros do CLAS, com especial destaque, na área da Educação, para a prevenção da violência nas escolas e de comportamentos aditivos e o fomento do empreendedorismo e inovação social. No domínio da Empregabilidade destaca-se a responsabilização social das empresas e as condições de trabalho. Por fim, no domínio das Comunidades & Território o enfoque vai para o apoio aos Cuidadores informais, as demências e o envelhecimento ativo.

CM AMARANTE