Estiveram em Amarante representantes de nove cidades europeias que integram, com Amarante, o projeto iPlace – uma rede europeia constituída no âmbito do Programa Urbact.

O iPLACE, focado em cidades da União Europeia de pequena dimensão, tem em vista a criação de estratégias diferentes e únicas de desenvolvimento económico, geradoras de ecossistemas de inovação urbana. O que se pretende é que, em cada cidade, os parceiros locais se concentrem no aprofundamento e compreensão das respetivas forças e potencialidades, estabelecendo métodos quer para revitalizar a economia, quer para preparar a cidade para as mudanças da economia do futuro, que terá, cada vez mais, uma base tecnológica.

Como líder da rede iPlace, Amarante promove a reunião internacional de arranque do projeto, que terá duas fases. A primeira decorrerá até março de 2020, sendo dedicada ao conhecimento mútuo e ao planeamento detalhado dos objetivos e ações que serão desenvolvidas em conjunto; e a segunda, com um horizonte temporal de dois anos, que promoverá a implementação de ações de diagnóstico, capacitação, experiências piloto e o desenvolvimento de planos de ação.

Para além de Amarante, integram a Rede as seguintes cidades: Heerlen (Holanda), Pori (Finlândia), Balbriggan (Irlanda), Gabrovo (Bulgária), Medina del Campo (Espanha), Grosseto (Itália), Saldus (Letónia), Parnu (Estónia) e Kocevje (Eslovénia).

Recorde-se que com o iPlace, Amarante torna-se numa das 23 cidades que, na Europa, lideram projetos URBACT de criação de planos de ação para o desenvolvimento sustentável.