João Macedo é natural de Vila Meã e integra a seleção portuguesa de Goalball. Conquistou uma medalha de ouro nos Jogos Europeus da Juventude do Comité Paralímpico Europeu (EPC), que decorreram na Finlândia, a 30 de junho, na cidade de Pajulathi.

A seleção nacional conseguiu ganhar seis dos sete jogos disputados, impondo uma derrota na final por 5×2, à Alemanha.

O Jornal de Vila Meã conversou com João Macedo, que nos explicou em que consiste esta modalidade e qual foi o sabor desta vitória.

Jornal de Vila Meã – Como surgiu a paixão pelo Goalball?

João Macedo – A primeira vez que tive contacto com a modalidade de Goalball foi em 2015, logo após regressar de uma viagem que fiz ao Brasil, para experimentar outra modalidade para pessoas com deficiência visual, o Futsal. Surgiu quando ainda estudava na Escola Rodrigues de Freitas, no Porto, a convite de um amigo que era jogador de uma equipa, no Porto, o CCD Porto, que veio a tornar-se a minha primeira equipa. Confesso que a primeira vez que experimentei o Goalball, não fiquei muito adepto da modalidade, mas comecei a ir regularmente aos treinos, e a paixão começou a crescer dentro de mim. Desde esse momento, nunca mais parei de praticar, dando sempre o meu máximo para evoluir de treino para treino.

JVM – Por onde passa o teu percurso enquanto jogador desta modalidade?

JM – Iniciei o meu percurso na modalidade num clube no Porto, o CCD, que representei durante uma época. No final dessa época, foi-me feito o convite para representar, na época seguinte, o Sporting CP, e depois de refletir bastante, decidi aceitar o projeto do Sporting. Estive uma época ao serviço do Sporting, na qual, em conjunto com a equipa, conseguimos conquistar o campeonato nacional de Goalball, a Taça de Portugal da modalidade e ainda a fase da Suécia da SEGL (Super European Goalball League), que é disputada por grandes clubes europeus, com os melhores atletas a nível mundial. Ao final dessa temporada, foi-me feito o convite para representar o FC Porto, o qual prontamente aceitei, e onde, atualmente, somos vice- campeões nacionais e da Taça de Portugal.

JVM – Sempre foi um objetivo esta conquista nos Jogos Europeus da Juventude?

JM – Sempre. Desde que o Goalball passou a integrar as modalidades paralímpicas dos Jogos Europeus da Juventude, sensivelmente a partir de 2017, e assim que nos fizeram o convite de representar o país na modalidade, era  nosso objetivo conquistar o troféu, mesmo sabendo da qualidade das outras seleções que se fizeram representar. A competição, realizada em Génova, Itália, foi conquistada pela Alemanha, a qual nos derrotou na final. Agora em 2019, dois anos depois, conseguimos vencer o troféu, numa final muito emocionante contra esta mesma Alemanha.

JVM – Que sabor tem esta conquista?

JM – Tem um sabor muito especial conquistar esta prestigiada competição, desde logo porque foi o resultado de todo o nosso trabalho e dedicação na preparação para a competição, mas também porque certamente, com a nossa conquista, surgirão novos apoios e incentivos para a modalidade em Portugal. Por outro lado, assim que soubemos que iríamos defrontar a mesma Alemanha que nos havia derrotado em 2017, pairou entre nós um sentimento de ‘vingança’ e desta vez teríamos de sair vitoriosos. ‘Vingança’ num bom sentido, diga-se.

Parabéns por este feito João! 

João Macedo com a medalha de ouro conquistada nos Jogos Europeus da Juventude do Comité Paralímpico Europeu – EPC